segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Só falta o limão...


Segundo novas observações feitas por uma equipe internacional, o cometa Lovejoy é quase uma caiprinha ambulante, liberando grandes quantidades de álcool, bem como um tipo de açúcar, no espaço. A descoberta marca a primeira vez que álcool etílico, o mesmo tipo presente nas bebidas alcoólicas, foi observado em um cometa. A descoberta reforça a evidência de que os cometas poderiam ter sido uma fonte de moléculas orgânicas complexas necessárias para o surgimento da vida.

Não mexam com quem está quieto!

<p>De acordo com o Business Insider, os oficiais norte-americanos estão preocupados que a Rússia possa estar a planejar o corte dos cabos.</p>© Fornecido por Notícias ao…

A presença de submarinos e navios russos perto de cabos subaquáticos preocupa os oficiais norte-americanos.
De acordo com o Business Insider, os oficiais norte-americanos estão preocupados que a Rússia possa estar a planejar o corte dos cabos que transportam 95% do tráfego de internet.
O The Times diz que não há vestígios de que os cabos já foram cortados mas que as preocupações refletem o aumento da desconfiança dentro dos Estados Unidos e das forças aliadas sobre a crescente atividade militar da Rússia em todo o mundo.
O jornal citou comandantes navais e oficiais da inteligência norte-americana que afirmam estar monitorando uma significante atividade russa ao longo dos cabos entre o mar do norte e o nordeste asiático e águas perto dos Estados Unidos.


Se fizerem isso vão arrumar encrenca com alguns bilhões de internautas.

domingo, 18 de outubro de 2015

Domingão


O dia começou difícil... Horário de verão.
Fui até a padaria e fui atropelado... Parcialmente, por um carro a toda andando de ré.
Eu disse ré e não Rá. Se fosse Rá, talvez eu tivesse visto um clarão e não atravessasse a rua.
O piloto de Domingo saiu do estacionamento da padaria e resolveu alcançar a esquina dirigindo de ré. Só percebi o que aconteceria quando ouvi o motor a toda. Meio metro a mais e eu não estaria digitando. Foi o suficiente para apoiar as mãos na lateral da coluna traseira do carro e me empurrar, mas os braços sobraram para levar o impacto do espelho e coluna dianteira.
O esperto motorista parou a vários metros de distância de mim, tamanha a velocidade que conseguiu, só gritou que não me viu. Eu xinguei e sai do meio da rua, estava em local vulnerável. Entrei na padaria, onde vários clientes viram o que havia acontecido. O esperto, obviamente, sumiu; melhor assim, se o visse, a coisa não terminaria muito bem. Só aí é que comecei a sentir as dores no braço. Machucou.
Da próxima vez vou fazer o de sempre, olhar para os dois lados, olhar se lâmpadas de ré estão ligadas e também olhar para cima, poderá estar caindo algum avião.



domingo, 4 de outubro de 2015

Comida no prato.




Fui colocar comida para o Pipoca. Dentro de uma vasilha vazia de comida, de longe, vi o que parecia ser uma folha seca. Não era folha, era um filhote de camundongo, vivo.
O Pipoca chegou perto e nem deu atenção.
Tá todo mundo manso nesta casa.






sexta-feira, 2 de outubro de 2015