sábado, 29 de setembro de 2007

Fragmentos

.
.
.
E eis que mais uma vez deparei-me contigo
E sua alva tez novamente perto, comigo


O resto do texto vem em fragmentos, perdido há alguns milhares de kilometros e muitos anos atrás...
.
.
.

Tá estranhando o que?


.


Um projeto do dep. João Caldas, de Alagoas, institui penas para os aviadores que não avisarem às autoridades competentes sobre OVNIs sobrevoando o Brasil.(Fonte: Folha de S.Paulo)


Eis que saiu a esperada Lei federal nº 10.000/00. A ementa não poderia ser mais sugestiva:"Dispõe sobre a criação do "Dia Nacional do Choro" e dá outras providências."Apesar da aparência provocativa, a lei, sancionada em 4 de setembro de 2000, é na verdade uma homenagem ao dia 23 de abril, data natalícia de Alfredo da Rocha Viana Júnior, o Pixinguinha, o gênio do chorinho - o gênero musical.


Essas e outras em:


http://jus.uol.com.br/legal/duralex.html
.
.
.

Há milênios atrás...

.
.
.
Letrinhas


Apaixonei-me por letrinhas,
Que dançavam em meu monitor.
Formavam palavras, frases inteiras,
Completavam linhas.
Falavam de amor, carinho, paixão.
Contavam histórias de vida.
Coisas engraçadas, coisas vividas.
Falavam de futuro,
Futuro possível e real.
Vi imagens, ouvi a voz,
Mas as palavras,
Calaram mais fundo.
As imagens, não tenho,
Como não tenho a voz.
As palavras (as letrinhas),
Algumas tenho gravadas,
Mas por algum erro que cometi,
Minhas letrinhas,
Já não dançam mais.


J Carlos Favoretto
16 Julho 2004
.
.
.

Tá explicado!



Achei a reposta para o post brujas: é pela aventura!
.
.
.

Com fome, amor?

.
.
.
Sei não se é dele. Alguma coisa me diz que é apócrifo ou modificado.


ESTAMOS COM FOME DE AMOR!!!! (Arnaldo Jabor)

Uma vez Renato Russo disse com uma sabedoria ímpar: "Digam o que disserem, o mal do século é a solidão".

Pretensiosamente digo que assino embaixo sem dúvida alguma.
Parem pra notar, os sinais estão batendo em nossa cara todos os dias. Baladas recheadas de garotas lindas, com roupas cada vez mais micros e transparentes, danças e poses em closes ginecológicos, chegam sozinhas e saem sozinhas.
Empresários, advogados, engenheiros que estudaram, trabalharam, alcançaram sucesso profissional e, sozinhos.
Tem mulher contratando homem para dançar com elas em bailes, os novíssimos "personal dance", incrível.
E não é só sexo não, se fosse, era resolvido fácil, alguém duvída?
Estamos é com carência de passear de mãos dadas, dar e receber carinho sem necessariamente ter que depois mostrar performances dignas de um atleta olímpico, fazer um jantar pra quem você gosta e depois saber que vão "apenas" dormirem abraçados, sabe essas coisas simples que perdemos nessa marcha de uma evolução cega.
Pode fazer tudo, desde que não interrompa a carreira, a produção. Tornamos-nos máquinas e agora estamos desesperados por não saber como voltar a "sentir"; só isso, algo tão simples que a cada dia fica tão distante de nós.
Quem duvida do que estou dizendo, dá uma olhada no site de relacionamentos ORKUT, o número que comunidades como: "Quero um amor pra vida toda!", "Eu sou pra casar!" até a desesperançada "Nasci pra ser sozinho!" Unindo milhares ou melhor milhões de solitários em meio a uma multidão de rostos cada vez mais estranhos, plásticos, quase etéreos e inacessíveis.
Vivemos cada vez mais tempo, retardamos o envelhecimento e estamos a cada dia mais belos e mais sozinhos.
Sei que estou parecendo o solteirão infeliz, mas pelo contrário, pra chegar a escrever essas bobagens (mais que verdadeiras) é preciso encarar os fantasmas de frente e aceitar essa verdade de cara limpa.
Todo mundo quer ter alguém ao seu lado, mas hoje em dia é feio, demodê, brega.
Alô gente!
Felicidade, amor, todas essas emoções nos fazem parecer ridículos, abobalhados, e daí?
Seja ridículo, não seja frustrado, "pague mico", saia gritando e falando bobagens, você vai descobrir mais cedo ou mais tarde que o tempo pra ser feliz é curto, e cada instante que vai embora não volta mais (estou muito brega!); aquela pessoa que passou hoje por você na rua, talvez nunca mais volte a vê-la, quem sabe ali estivesse a oportunidade de um sorriso à dois.
Quem disse que ser adulto é ser ranzinza? Um ditado tibetano diz que se um problema é grande demais, não pense nele e se ele é pequeno demais, pra quê pensar nele.
Dá pra ser um homem de negócios e tomar iogurte com o dedo ou uma advogada de sucesso que adora rir de si mesma por ser estabanada; o que realmente não dá é continuarmos achando que viver é out, que o vento não pode desmanchar o nosso cabelo ou que eu não posso me aventurar a dizer pra alguém: "vamos ter bons e maus momentos e uma hora ou outra, um dos dois ou quem sabe os dois, vão querer pular fora, mas se eu não pedir que fique comigo tenho certeza de que vou me arrepender pelo resto da vida".
Antes idiota que infeliz!
.
.
.

sexta-feira, 28 de setembro de 2007

Brujas

.
.
.
Se as bruxas podem se materializar em qualquer lugar, por que é que usam as vassouras?
.
.
.

Na balada.

.
.
.

Dois sul-africanos foram presos depois de ir a uma festa com um carro funerário furtado - com a carga.
.
.
.
Até aí tudo bem, o passageiro não iria reclamar mesmo...
.
.
.

Aiaiai!

.
.
.
Jesus chama os seus apóstolos para uma reunião devido ao alto consumo de drogas na Terra. Depois de muito pensar, chegam à conclusão de que a melhor maneira de combater a situação e resolvê-la definitivamente era criar antídotos e depois tomar as medidas adequadas.

Decide-se que os apóstolos desçam ao mundo e recolham diferentes drogas.

Efetua-se a operação secreta e dois dias depois começam a regressar.

Jesus espera à porta do céu,

"Quem é? "
"Paulo. "
Jesus abre a porta.
"E o que trazes, Paulo?"
"Trago haxixe de Marrocos."
"Muito bem, filho. Entra."

"Quem é?"
"Pedro".
Jesus abre a porta. -
"E o que trazes, Pedro?" -
"Trago maconha do Brasil. " -
"Muito bem, filho. Entra." -

"Quem é?"
"Tiago."
"Trago cocaína da Bolívia."
"Muito bem, filho. Entra."

"Quem é?"
"Lucas"
Jesus abre a porta.
"E o que trazes Lucas?"
"Trago speeds de Amsterdam. "
"Muito bem, filho. Entra.

"Quem é?"
"Judas."
Jesus abre a porta.
"E tu, o que trazes, Judas?"
POLICIA FEDERAL!!!
TODO MUNDO DE CARA PARA A PAREDE!!!
MÃOS NA CABEÇA!!!
ENCOSTA AÍ CABELUDO!!!
A CASA CAIU!!!
.
.
.

Preconceitos

.
.
.
SANTO ANDRÉ (SP) - O presidente (esse mesmo que está com o mandato esticado) disse nesta Sexta-feira, em Santo André, ao visitar as obras da Universidade Federal do ABC, que foi vítima de preconceito por não ter diploma universitário.

Ah! To morrendo de dó!

Sei o que é ser vítima de preconceito...

Isso já aconteceu comigo também, de dizerem na minha cara que a experiência que eu tinha era boa mas que eu era muito velho, afinal de contas já havia passado dos 40... E olha que eu tinha um diploma universitário.
.
.
.

quinta-feira, 27 de setembro de 2007

Gaia

.
.
.
Dois dos principais ecologistas da Grã-Bretanha acreditam que é hora de desenvolver uma solução técnica rápida para mudanças climáticas.

Em artigo na revista Nature, o diretor do Museu de Ciência em Londres, Chris Rapley, e James Lovelock, criador da teoria de Gaia (que vê a Terra como um organismo vivo capaz de se auto-regular), sugerem que se procure aumentar a absorção de CO2 pelos oceanos.

Com o uso de tubos verticais gigantescos, a água da superfície e das profundezas do mar seriam misturadas para fertilizar algas, que absorveriam CO2 da atmosfera.

As águas frias do fundo do mar são ricas em nutrientes. Para promover a mistura da água, os canos flutuariam livremente, criando um fluxo de água de 100 a 200 metros de profundidade para a superfície.

A Atmocean acredita que uma das formas de vida que podem se beneficiar do uso dos canos é o salp, um microorganismo que excreta carbono em fezes que se depositam no fundo do mar, talvez armazenando carbono lá por milênios.

A idéia já está sendo testada pela companhia americana Atmocean. Seu diretor, Phil Kithil, calcula que a instalação de 134 milhões de canos pode, potencialmente, retirar cerca de um terço do dióxido de carbono produzido por atividades humanas a cada ano. Mas ele admite que as pesquisas ainda estão apenas começando.

"O problema que nos preocupa mais é a acidificação. Nós estamos trazendo para a superfície níveis mais altos de CO2 junto com os nutrientes", diz Kithil.

A empresa afirma que uma outra vantagem de diminuir a temperatura das águas na superfície em regiões como o Golfo do México poderia ser uma redução do número de furacões, que precisam de águas mais aquecidas para se formar.

Lovelock e Rapley sugerem ainda que os canos no oceano podem estimular também o crescimento de microorganismos que produzem sulfureto de dimetilo, uma substância que contribui para a formação de nuvens sobre o oceano, refletindo a luz do sol para fora da superfície da terra e ajudando na refrigeração do planeta.

Rapley e Lovelock dizem que duvidam que os planos existentes para reduzir as emissões de carbono sejam suficientemente rápidos para combater as mudanças climáticas.

"Nós não vamos salvar o planeta por abordagens usuais como o Protocolo de Kyoto ou energia renovável", disse Lovelock à BBC.
.
.
.
Esquecem que a Natureza não reage, ela se vinga!
.
.
.

quarta-feira, 26 de setembro de 2007

O sapo sumiu

.
.
.
TÓQUIO (Reuters) - Cientistas japoneses desenvolveram sapos transparentes, cujos órgãos internos são visíveis através da pele, para permitir que pesquisadores estudem, por exemplo, como o câncer se desenvolve em determinada parte do corpo.

Masayuki Sumida, responsável pelo projeto no Instituto de Biologia Anfíbia da Universidade de Hiroshima, disse que esse tipo de realização científica é inédita. "No passado, não houve qualquer registro de animais quadrúpedes transparentes", afirmou ele à Reuters.

Os animais nasceram a partir de sapos marrons comuns no Japão, recolhidos em caçadas pelo país.

Uma vez que os anfíbios não forem dissecados, eles poderão continuar sendo usados para a observação de mudanças em mecanismos corporais ou o efeito de determinados produtos químicos.

"Já que os sapos continuam transparentes do nascimento à idade adulta, os órgãos do mesmo sapo podem ser minuciosamente estudados", disse Sumida. "Isso é simples e barato ao estudar, por exemplo, como certas substâncias químicas influenciam os ossos."

Ao acoplar uma proteína fluorescente verde a um trecho do DNA e injetá-la no sapo, os pesquisadores podem detectar externamente diferentes genes conforme cresçam as áreas afetadas no sapo.

Os cientistas pretendem patentear os anfíbios transparentes, mas ainda não aperfeiçoaram o processo.

Só um dos 16 sapos criados em laboratório é transparente. Os cientistas não conseguiram transferir a transparência para uma segunda geração.

"Seus ovos se desenvolvem mal, então é difícil mantê-los por muitas gerações", disse Sumida.
(Por Yoko Kubota)
.
.
.
Sabem do que mais eu gostei?

Do nome da pesquisadora.
.
.
.

Existem traições e traições...

.

.

Microexpressões ou "pagando o mico"

O Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos lançou um projeto que prevê o desenvolvimento de sensores para identificar terroristas antes que eles ataquem.

O Projeto de Intenções Hostis (PHI, na sigla em inglês) consiste da instalação de um software especial em câmeras, aparelhos de laser e de infravermelho para detectar microexpressões faciais e comportamentos que levantem suspeitas.

De acordo com Larry Orluskie, porta-voz do Departamento de Segurança Interna dos EUA, os equipamentos atuais não são suficientes para detectar ameaças potenciais, porque trabalham apenas em cima de suspeitos já conhecidos.

"Precisamos de uma nova tecnologia que identifique os terroristas desconhecidos, pessoas que têm intenções hostis e que não sabemos quem são. Este tipo de tecnologia vai ajudar a identificar os terroristas desconhecidos", defende Orluskie.

O governo americano agora espera que a companhias de seguranças e laboratórios do governo apresentem propostas para a nova tecnologia.

O professor Peter McOwan, da Queen Mary University, em Londres, trabalha na confecação de um novo software que capacita computadores a lerem a face humana.

"Estamos procurando por microexpressões faciais em pessoas que em geral mantêm uma expressão neutra, mas que em algum momento se exprimem de forma inconsciente, ao por exemplo mover as sobrancelhas. Esses movimentos acontecem muito rápido e acreditamos que essas microexpresões possam nos fornecer meios de detectar potenciais terroristas", disse o professor em entrevista à BBC.

Especialistas acreditam que expressões involuntárias podem, com freqüência, revelar as intenções de uma pessoa. Uma careta momentânea ou um piscar de olhos suspeito seria suficiente para levar alguém a ser interrogado.

A proposta já começou a gerar polêmica e atrair críticas de grupos como a União Americana de Liberdades Civis, que discorda da iniciativa do governo.

"Esta proposta é um sinal de que o Departamento de Segurança está no caminho errado para combater o terrorismo. Com a nova tecnologia eles estão tranformando todo mundo em terrorista potencial", opina Jay Stanley, porta-voz da organização.

Os responsáveis pelo projeto esperam poder implementá-lo em aeroportos americanos e em fronteiras em 2012.

A nova tecnologia está sendo comparada à história do filme de ficção-científica Minority Report, de Steven Spielberg, em que Tom Cruise comanda o Departamento de Pré-Crime, que atua na captura de criminosos antes mesmo de cometerem qualquer delito.

A história se repete indefinidamente...

.
.
.
Vale a máxima:

"Se quer conhecer um homem, dê-lhe poder".
.
.
.

terça-feira, 25 de setembro de 2007

Bob Vitrolinha na TV

.
.
Recebi um e-mail de chamada de meu amigo o "Bob Vitrolinha" (não, ele diz que não é gay)...


"Querem se divertir? Assistam hoje as 22:15, na TV Bandeirantes o programa "A Grande Chance". Vão encontrar gente conhecida por lá... inclusive eu... he,he,he. Não percam!!!"


Tudo bem que ele não estará usando o nickname, vale a pena conferir.
.
.

segunda-feira, 24 de setembro de 2007

domingo, 23 de setembro de 2007

Anfitrião

Recebi da Luiza...
.
.

CULTURA PARA VOCES!!!!!!!!!
.
.
Quem é um bom anfitrião?
.
Na mitologia grega, Anfitrião era marido de Alcmena, a mãe de Hércules.
Enquanto Anfitrião estava na guerra de Tebas, Zeus tomou a sua forma para deitar-se com Alcmena, e Hermes tomou a forma de seu escravo, Sósia, para montar guarda no portão.
Uma grande confusão foi criada, Anfitrião duvidou da fidelidade da esposa.
No fim, tudo foi esclarecido por Zeus e Anfitrião ficou contente por ser marido de uma escolhida do deus.
Daquela noite de amor nasceu o semideus Hércules.
A partir daí, o termo anfitrião passou a ter o sentido de "aquele que recebe em casa".
.
Portanto, anfitrião é sinônimo de "CORNO MANSO E FELIZ"!
.
CONCLUSÃO: - CULTURA DEMAIS É UMA MERDA!
.
.
Epa epa epa, quer dizer que Sósia é o nome do sujeito que encoberta o Ricardão???
.
.

sábado, 22 de setembro de 2007

Sejamos bobos

O BOBO
.
.



Alguns conhecidos foram embora do Brasil. Sempre pela mesma razão:— Não dá mais para viver aqui e esperar um futuro digno. O Brasil já era...
.
É claro que não concordo com eles. Abandonar o barco não está nos meus planos. Mas eles cansaram de lutar, de se decepcionar, e decidiram construir seu futuro em outros lugares. Tenho que respeitar essa decisão. E nenhum deles, até o momento, se mostra arrependido. Na verdade, até me chamaram de bobo...
.
Outro dia eu tentava classificar esses amigos. São refugiados. Mas refugiados do quê? Políticos?Não. Já passou esse tempo. Religiosos? Não. Não temos no Brasil essa intolerância religiosa. Econômicos? Será? Não. Não acho que se aplique.
.
E então recebi um e-mail de um leitor, o Walter Schütz, que sanou minhas dúvidas. Olha só:“ Estou pensando seriamente em pedir outra nacionalidade, depois do Renan, e de ouvir do teu presidente mais de uma vez que ninguém tem mais identidade moral no país que ele e o PT. Se este é o parâmetro, e como me considero diferente deles, resta-me apenas achar um país onde a ética não tenha sido afrontada como o foi no Brasil e pedir humildemente que me aceitem como refugiado ético.
.
Refugiados éticos. Genial! Descreve com precisão a situação em que se encontram meus amigos.
.
Veja só: eles tinham empregos bons no Brasil. Os filhos estavam em boas escolas, as famílias viviam decentemente, todos de classe média alta. Mas perderam aos poucos a credibilidade e a confiança no Brasil. Até um dia perder a esperança.
.
Quando perdemos a esperança, morremos um pouquinho. Ou um montão. Certamente os últimos acontecimentos relacionados ao julgamento de Renan Calheiros convertam mais alguns milhões de brasileiros – que ainda tinham alguma esperança – em céticos que não acreditam em mais nada. E que são tão perigosos quanto os que acreditam em tudo. Mas fazer o quê diante desse descalabro, dessa impunidade, dessa zombaria, dessa soberba, dessa empulhação toda?
.
Eu me inspiro em referências.
Por exemplo, em César Zama que, em 1890, durante a elaboração da primeira constituição republicana, defendeu o voto universal para que as mulheres pudessem participar da política. Outros abnegados foram aderindo e um dia, em 1933, as mulheres ganharam o direito de votar. Mas tudo começou lá atrás, com a ação individual de um não-cético. Que deve ter sido chamado de bobo.
Depois me imagino no minúsculo município de Abreu e Lima, Pernambuco, em março de 1983. Alguns membros não-céticos do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) no município organizam uma pequena manifestação pedindo eleições diretas para Presidente da República. O movimento cresce até chegar, no dia 16 de abril de 1984, ao Vale do Anhangabaú em São Paulo, onde mais de um milhão e meio de pessoas gritam pelas “Diretas Já”. O resto você sabe.
E tudo começou com meia dúzia de não-céticos em Abreu e Lima. Que devem ter sido chamados de bobos.
.
Repare: as grandes mudanças sempre acontecem a partir da iniciativa de poucas pessoas. Que a maioria cética ou ignorante chama de “bobos”. São conspiradores aqui, formadores de opinião ali, indignados acolá, altruístas alhures, gente que começa lutas impossíveis e vai aos poucos influenciando os demais. São os mais ativos que convencem os menos ativos.
.
Não posso imaginar nada mais triste do que um país que produz “refugiados éticos”. Gente que não foge da guerra, não foge da fome, não foge da perseguição política, não foge de pestes nem de desastres naturais. Foge de uma miséria que a maioria nem percebe que existe.
.
Mas talvez isso seja bom.
Quem sabe nossos refugiados éticos, lá de longe, nos ajudem a colocar este país nos trilhos? A partir de sua experiência em sociedades onde a ética ainda é respeitada, nos enviando argumentos, exemplos, força e motivação.
.
Serão refugiados éticos ativos.
Militantes.
Interessados em voltar para casa.
É uma idéia, não é? A luta aqui será violenta, desleal, dura e demorada.
Mas pode começar por você.
Seu bobo.
.
.
Recebido via e-mail www.lucianopires.com.br/dlog
.
.
.
Faço uma ressalva: temos milhões de refugiados econômicos, sim. Essas pessoas não tinham bons empregos (a maioria nem mesmo um mal emprego), filhos em boas escolas e, se um dia foram classe média, deixaram de ser. Gente que perdeu tudo ou quase e luta por um futuro melhor; a maioria pensa em voltar para casa, ou algo que se assemelhe a isso.
.
.

Outono again


By Carlos Favoretto
.
.
.
O Outono tem uma melancolia doce,
Uma melodia única que nos faz olhar para dentro.
.
.
.
Outono


Impar é esta Estação, o Outono
Com delicadeza, foi projetada por seu Dono.
O céu, com seu azul infinito e profundo.
O frio noturno que sugere abrigo do mundo.

O vento que muda seu canto,
Parceiro da noite, que tudo cobre com seu manto.
As estrelas com seu brilho diferente,
Até mesmo elas, sorriem irreverentes.

Estas pequenas alterações nos fazem pensar,
Que temos diante de nós, a oportunidade,
Surge como revelação.

A mente e a alma podem se apaziguar.
É como uma canção que evoca saudade.
Tempo de ressurreição, renovação.


J Carlos Favoretto
2001

Da serie: Brumas

Floradas

Primavera no Sul.

Floradas


Amores vem e vão,
Alguns duram um átimo,
O tempo de uma batida do coração,

Outros de mais sorte,
Continuam e continuam,
Só acabam com a morte.

Amores muito loucos,
Intensos que nos prendem,
Esses são poucos.

Como flores, vem e vão.
Campos floridos
Em mudança de Estação.

E cada florada,
De frescas Primaveras,
Duram ao menos uma temporada.

Floradas de muita sorte,
Belas e cheias de vida,
Perduram até a morte.


J Carlos Favoretto
14 Fevereiro 2005

Da serie: Sentimentos
Valentine’s Day

Vamos nessa!

.
.
Do blog da minha amiga Lilica.
.
.

Passe o mouse.
De minha parte, estando o presunto (eu) pronto para ser empacotado, podem fatiá-lo e aproveitar o que der!
.
.

O cara é bom!

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Futebol é coisa de macho!

.
.

Nove países estão representados na 10ª Copa do Mundo Gay de futebol que se realiza na Argentina neste fim-de-semana.

Como cada país envia quantas seleções quiser, há cerca de 30 times já inscritos -inclusive de mulheres.

O evento vem ganhando aceitação e várias seleções, como a do México, participam pela primeira vez. O Brasil não está representado.

Vários jogadores acreditam que esta é uma oportunidade não apenas para se dedicarem à paixão pelo esporte mas também para acabarem com alguns mitos e clichês sobre o homossexualismo. A Copa do Mundo Gay vem sendo dominada pelos times ingleses e americanos.

Ver a bola rolando em campos latinos é uma indicação de que o evento ganha mais aceitação na região. Mas o objetivo de ser reconhecido pela FIFA ainda pode demorar para ser alcançado.
.
.

.
Imaginem o Havelange abrindo um evento desses: "Declaro aberta a Copa gay. Uuuiii !!!!"
.
.
.

quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Bélgica no e-bay

.
.
Belga coloca país à venda na internet


Irritado com a crise política de seu país, o homem colocou a Bélgica à venda.No anúncio, ele diz que o comprador ganhará o rei e toda a corte como bônus.

Site do 'eBay.be' com o anúncio de venda da Bélgica (Foto: AP)
Escondido entre os anúncios de porcelanas, tapetes e toalhas de mesa que estão à venda no site "eBay" esta semana, um item curioso chamava a atenção: "vende-se a Bélgica". O anúncio foi colocado pelo belga Gerrit Six, irritado com a crise política de seu país.

A Bélgica estava à venda no site por um preço de 10 milhões de euros - cerca de R$ 26 milhões.

O texto dizia o seguinte: "Bélgica, um reino em três partes... Ganhe o rei e toda sua corte (custos não incluídos)". O jornalista e professor que colocou o anúncio no eBay confessou: "eu quis chamar a atenção".
.
.
.
O texto que segue abaixo foi publicado no Globo Online dias atrás:


..Sem governo há três meses, Bélgica fala em divisão..A Bélgica completa nesta segunda-feira três meses sem governo, envolta em crescentes especulações da imprensa local sobre uma possível divisão do país, onde os ânimos nacionalistas de sempre estão ganhando nova dimensão.
.
A crise se agrava a cada dia que passa sem que o partido vencedor das eleições de 10 de junho, o cristão-democrata flamengo CD&V, consiga formar uma coalização para governar.
.
Nunca foi fácil formar governo nesse país que, com 10 milhões de cidadãos, está dividido em três comunidades - determinadas por seus três idiomas oficias (flamengo, francês e alemão) - e três regiões geográficas, Flandres, Valônia e Bruxelas.
Para contentar todas as diferenças, a Bélgica federal conta com seis órgãos governamentais: além do governo federal, um governo para cada comunidade, um Executivo valão e outro para Bruxelas.
Completam o quadro uma Câmara de Representantes, um Senado, cinco Parlamentos (das comunidade e regiões) e o Rei Alberto 2º.Ainda assim, o processo pós-eleitoral só foi mais complicado do que o atual em 1987, quando o país teve que esperar cinco meses pela formação de um governo.
Desta vez, o fracasso das negociações fez com que o líder cristão-democrata flamengo Yves Leterme - um nacionalista declarado, que em junho confundiu o hino nacional belga com o francês - renunciasse há duas semanas à sua missão de formar o governo de coalizão.
As dificuldades nas conversas também obrigaram o rei a convocar o Conselho da Coroa, um "comitê de sábios conselheiros" que só havia se reunido cinco vezes desde a sua criação, em 1830 - a última foi nos anos 60, motivada pela independência do Congo, antiga colônia belga.
Agora, com um novo responsável por formar o governo, Herman Van Rompuy, as negociações ainda não parecem estar perto de uma conclusão.
Nenhum dos partidos valões cortejados para uma coalizão está disposto a aceitar as propostas dos cristão-democratas flamengos, que venceram as eleições com um programa de governo centrado em maior autonomia regional, do qual se negam a abrir mão ou a fazer concessões. Para os valões, a lista de mais de 60 competências que os flamengos querem passar das mãos do governo federal para o regional - entre elas setores delicados como previdência social, saúde, emprego e imigração - levaria ao desmantelamento do Estado belga. "Os flamengos acreditavam que, porque são ricos e numerosos, suas propostas seriam aceitas sem problemas pelos francófonos pobres e dóceis. Mas algumas de suas exigências são inaceitáveis", avalia um editorial do jornal francófono La Libre Belgique.Diante do impasse, revistas, debates televisivos e jornais locais fazem eco de pesquisas segundo as quais 45% da população flamenga é a favor da independência de Flandres, motor da economia belga, e tratam de analisar as possíveis conseqüências que uma ruptura teria para o país.
.
Em um debate na televisão pública RTBF, no último domingo, Jean-Marie Dedecker, líder do partido flamenco List Dedecker, afirmou: "Não precisamos de pesquisas. Basta olhar o resultado das eleições: os defensores de um Estado centralizado perderam. E não entendo os francófonos, que são o único povo do mundo que teme a sua própria autonomia".
.
Por trás de tudo estão os números. Segundo economistas flamengos, Flandres envia anualmente mais de 10 bilhões de euros à Valônia, uma cifra que é rebaixada a 5,6 bilhões pelos economistas francófonos."Se Flandres deixasse de transferir recursos à Valônia, a renda dos flamengos aumentaria em 7%, enquanto a dos valões cairia 4%. No sul do país (Valônia) o índice de desemprego chegaria entre 13% e 18%", afirma uma reportagem do semanário francófono Le Vif. Por outro lado, a reportagem alerta que a complexidade administrativa causada por uma separação de Flandres e o impacto que isso teria sobre sua imagem internacional passariam fatura no volume de negócios da região, que concentra o maior volume de investimento estrangeiro na Bélgica.
Incentivado pela crise, o partido flamengo separatista e de extrema direita Vlaams Belang aproveitou a crise para apresentar ao Congresso, na última sexta-feira, um pedido formal para a separação de Flandres, que soma 60% da população belga.
A iniciativa fez soar alarmes na União Européia, que teme que os acontecimentos no coração do bloco dêem força a outras regiões que já enfrentam tensões separatistas, como o País Basco e a Catalunha, na Espanha, e Córsega, na França.
.
.
.
.
Taí, vou abrir uma conta no e-bay também...
.
Mas não vou oferecer políticos nem vou comentar a violência que baixou nos últimos tempos em nossas ruas.
.
Gente bonita, corpos bronzeados, praias...
.
.
.

Qual é a fêmea?


.

.

Antes que me crucifiquem, eu recebi isto da Magda.

Se for o caso, crucifiquem um ao lado do outro...

.

.

O circo


.

.


Recebi da Celia com a seguinte mensagem:

"Para todos que se sentiram ridicularizados pelo bando de hipócritas do nosso governo!Um outdoor que não precisa escrever nada, vale só olhar...tem vezes que me envergonho de ser uma cidadã brasileira representada por este tipo de pessoa!"

.

.

quarta-feira, 19 de setembro de 2007

Dura lex sed lex

.
.
.
Todos são iguais perante a Lei.


Mas alguns são mais iguais que outros.
.
.
.

terça-feira, 18 de setembro de 2007

Vai entender

.
.
O presidente da Venezuela, um dos trapalhões sulamericanos, abriu nesta segunda-feira o ano letivo 2007-2008 com uma ameaça de fechar ou nacionalizar qualquer escola privada que se negue a ensinar as linhas de seu governo socialista.

E deram uma medalha para o sujeito.
.
.

sábado, 15 de setembro de 2007

O povo quer pão e circo...

.
.
E dando uma olhada nas notícias políticas de nosso país, fiquei me perguntando como poderiamos instituir a guilhotina como meio de combate a essa pouca vergonha que permeia a classe política.

Para tanto, deveriamos fazer modificações nos modelos das antigas guilhotinas, para que fossem mais rápidas, visto que iriam trabalhar muito.
.
Não precisaria nem ser em praça pública, só a certeza de que os jurássicos foram extintos já estaria de bom tamanho.
.
.

sexta-feira, 14 de setembro de 2007

Balanço

.
.
Dois dias em casa, fazendo quase nada... São os dois únicos dias que eu me dou ao luxo disso (doença em casa não conta).

E depois de responder a um e-mail, fiquei pensando um pouco nestes últimos 47 anos...



Nasci a forceps, mas nessa estou isento de culpa, não foi por rebeldia; minha mãe é um catatau e o médico que a assistiu no parto (não era o seu médico) talvez fosse meio debilóide. A situação só foi remediada quando o seu médico chegou; aí já era tarde para uma cesariana. Resultado: forceps.

Era para eu ser mais inteligente, mas o médico espremeu metade do meu cérebro. E, por pouco não fico sem a mãe logo de cara.

Resumindo:
Filho único nos anos 60 e 70, quando o comum eram casas cheias de crianças,
Quase morri com sarampo aos 8,
Quase morri ao cair de cima da garagem sobre uma tábua pontiaguda,
Cai em cima de uma cerca de arame farpado aos 12 e fiquei com medo da infecção que deu nas pernas,
Aos 13/14, por causa de um tombo no futebol sob chuva (que eu nem gostava), fiquei com sequelas até hoje,
Por volta dos 30, fui a vários médicos com suspeita de câncer, e briguei com quase todos eles,
Perto dos 40, a coluna resolveu bancar a engraçada novamente,
Vários tombos de bicicleta
Vários tombos de motocicleta, várias escapadas de acidentes em que meu anjo da guarda saiu todo depenado,
Fui professor, fotógrafo, videomaker, engenheiro, trabalhei em academia, restaurante, o que mais?
Profissionalmente tive altos e baixos (acho que mais baixos que altos),
Acho que fui meio relapso com os estudos, não sei,
Aprendi muita coisa sozinho,
Não aprendi a lidar com gente,
Fui de uma timidez extremada, mas me forcei a mudar,
Não tenho religião, pelo menos não uma estereotipada, sou cristão,
Escrevi alguns textos que me fizeram bem,
E sempre ri muito,
Sempre tive humor, não o tempo todo, mas na maior parte,
Fui premiado com pais, filhos e amigos...
E que me foi permitido ter energia para continuar,
E que me foi permitido adotar esse nickname: Guardião.


No balanço desses anos, ao menos tenho histórias para contar.
Não foram anos fáceis... Mas, se fáceis fossem, não teriam tido graça.


Então,
O que peço a Deus, é que eu continue tendo energia para continuar,
Que eu tenha discernimento para continuar lutando, porque isso é o que sei fazer,
Que, enquanto eu tiver uma fagulha de sanidade, me permita utilizá-la de forma proveitosa,
E, quando Ele achar que eu vivi o suficiente, que permita que eu não me estenda por aqui mais que o necessário.
.
.

quinta-feira, 13 de setembro de 2007

ER

.
.
Felizmente o fígado apesar da kilometragem está bom...

Depois do espaguete, vinho e sorvete, se estivesse ruim seria caso de ER.

Espaguete com molho de tomates e cubos de carne, as garrafas de vinhos estão pequenas ou meus copos são grandes, acabou, e sorvete de chocolate Mayan.

Tudo isso para dizer que passei o aniversário sozinho. Mas as mensagens que recebi foram mais do que eu recebi em toda minha vida, e olha que ela já está meio longa.
.
.

13 Setembro

.
.
Um ano a mais... Idade é uma companhia que vai contigo até o fim de seus dias.
.
.
Recebi congratulações via telefone, e-mail, Orkut; a maioria, de amigos "virtuais", que tem o mesmo peso dos "reais". Não faz diferença, o sentimento é o mesmo, senti o carinho de cada mensagem.

O que eu posso dizer é OBRIGADO POR VOCÊS EXISTIREM. Ele foi bom comigo.



Agora, o chato de aniversário nessa idade é que não dá para colocar velas no bolo...
.
.

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Stripper

.

Fui até Stoughton e passei na frente do Alex's, nunca havia reparado na chamada: "GENTLEMEN'S CLUB".

Bacana isso, "Gentlemen's Club", um lugar onde a mulherada dança pelada, e os sujeitos ficam babando por não verem uma moça sem roupa há muito tempo.

E, se encostar a mão é posto para fora. Tudo com muito respeito. Aliás, peito é o que não falta.

.

.

Rita






Barco novo do tio SAM


HERE SHE is, the USS New York, made from the World Trade Center!


USS New York
.
It was built with 24 tons of scrap steel from the World Trade Center.
It is the fifth in a new class of warship - designed for missions that include special operations against terrorists. It will carry a crew of 360 sailors and 700 combat-ready Marines to be delivered ashore by helicopters and assault craft.
Steel from the World Trade Center was melted down in a foundry in Amite, LA to cast the ship's bow section. When it was poured into the molds on Sept. 9, 2003, "those big rough steelworkers treated it with total reverence," recalled Navy Capt. Kevin Wensing, who was there. "It was a spiritual moment for everybody there."
Junior Chavers, foundry operations manager, said that when the trade center steel first arrived, he touched it with his hand and the "hair on my neck stood up." "It had a big meaning to it for all of us," he said. "They knocked us down. They can't keep us down. We're going to be back."

The ship's motto? "Never Forget"

General Characteristics
.


Displacement:
24,900 tons full
Length:
208.5 m (684 ft) overall,201.4 m (661 ft) waterline
Beam:
31.9 m (105 feet) extreme, 29.5 m (97 ft) waterline
Draft:
7 m (23 ft)
Propulsion:
Four Colt-Pielstick diesel engines, two shafts, 40,000 hp (30 MW)
Speed:
22 knots (41 km/h)
Range:
Complement:
28 officers, 333 enlisted
Armament:
Two 30 mm Bushmaster II, for surface threat defense;two Rolling Airframe Missile launchers for air defense.
Aircraft:
Four CH-46 Sea Knight helicopters or two MV-22 tilt rotor aircraft may be launched or recovered simultaneously.
Landing Craft:
Two LCACs (air cushion) or one LCU (conventional);14 EFVs
Troops:
699 (66 officers, 633 enlisted); surge to 800 total.
Motto:
Never Forget
.
.
.
Recebi da Lucila.
.
Os caras são ou não são os xerifes do mundo?
.
.
.

terça-feira, 11 de setembro de 2007

Eita soninho

.
.
Distúrbios do sono, posso encher a boca pra dizer que f... com a gente!!!
.
.
.

11/09/2007




By Carlos Favoretto
.
.
Dia 11 e não ouvi ninguém comentar algo a respeito do ocorrido há 6 anos atrás.
.
E, já algum tempo não tenho visto as bandeiras negras com a data, penduradas logo abaixo da bandeira americana. É como se, de um momento para o outro quisessem esquecer, apagar da memória e tocar o barco adiante.
.
De qualquer forma, aqui onde vivo, nunca ouvi americanos tocando no assunto; é como se fosse algo tão distante que não lhes disessem respeito.
.
Parecem não tomar conhecimento de coisas que acontecem com eles e que nos chocam e impressionam; o acidente com o ônibus espacial anos atrás foi um exemplo, não ouvi um único comentário, é como se não houvesse ocorrido.
.
Vai entender...
.
.
.

domingo, 9 de setembro de 2007

Adeus

.
.
.
Bono e Pavarotti - Miss Sarajevo

MissSajevo - tradução
.
.
.

Unchained Melody

.
.
.
Bono U2
.
.
.

Machos

Pero no mucho...

.

.

Brumas

.
.
Brumas

Em todas as direções
Somente brumas
E o sussurrar do vento
Parecem vozes
Mas é apenas o vento
Levando meus segredos.
O murmurar que ouço
São segredos de outrem
Que passam por mim
E que percebo sutilmente.
Os fantasmas das brumas
São meras visões de tempo-espaço
Dobrados sobre si mesmos
Não sei se do Passado ou Futuro.
Já não faz tanta diferença.
E, se o presente aparecer,
Talvez não o reconheça.
Procuro ficar atento
Mas o pensamento torna-se difuso
Diáfano como as brumas
Flutuam languidamente
Ao sabor do vento sutil
E lá se vão meus segredos
Flutuam para o Passado, o Futuro
Para Tempo nenhum.
Somente brumas.


J Carlos Favoretto
19 Novembro 2006

Da serie: Brumas
.
.
.

Sonho de uma noite de Verão

.
.
Dormir imitando as letras "X" ou "T" e não ter de se preocupar com o relógio.
.
.
.

Cúmplices?

.
.


Cúmplices?


Tu nasceste livre e assim continuará.
Se quiseres minha companhia
Terás de seguir comigo.
Minha jornada é longa
E de caminhos incertos.
Venhas comigo e serás minha cúmplice
Não faço promessas
Só cumpro o meu papel.
Conhecerás o gosto de sangue
Mas também a luz.
Não conquisto pela força
Embora a lâmina de minha espada
Seja exposta a luz do Sol.
Tu, bruxa cigana,
Que acha que conhece a ti mesma.
Fecha teus olhos e dá-me tua mão
Teu coração não precisa ser domado
Teu coração precisa de calor.
Lute a meu lado
E sinta o gosto da honra
O gosto de poder confiar
O gosto de se ver em outrem
O gosto de reconhecer a ti mesma.
E, quando estiveres pronta,
Com teu coração apaziguado
Poderemos deitar a luz das estrelas,
E te mostrarei conhecimentos
Que mesmo teu povo que quase tudo sabe
Nunca presenciou.
Teu corpo e coração conhecerão novo sabor
Para aquilo que tu chamas de amor.
Posso te mostrar,
Mas só você poderá decidir.
Não faço promessas.


J Carlos Favoretto
5 Janeiro 2007
.
.
.
Da serie: Textos

7 de Setembro

.
.

Eu lembro de uma passagem de 7 de Setembro, tinha lá meus 12 anos. Fazia um frio daqueles e a escola tinha de desfilar...

Era a época do "Este é um país que vai pra frente", "Brasil, ame-o ou deixe-o", e outras besteiras mais... Coisas de ditadura militar. Tinhamos de gostar do país na marra.

E como eu disse, um frio do cão, e nós sendo obrigados a desfilar de uniforme de educação física, tudo branco, uma beleza, se não fosse pelo fato de ser short e camiseta.

PQP, como é que podiam fazer isso com a gente?

Lembro de estarmos enfileirados, parecendo pinguins; daquele jeito idiota que só um pinguim sabe ficar, com cara de "por que não nasci um macaco? assim poderia dar uma banana para esse pessoal!". E uma senhora passou perto encostou a mão no meu braço, e disse ao marido "está até roxo".

Pois é, eu era tão branquelo que ficava meio azulado com o frio... Eu gosto de frio, mas não para andar com roupa de Tarzan.

Como meu instinto sempre foi meio rebelde, eu detestava 7 de Setembro.

E pelo que desconfio, D. Pedro acordou no dia 8 com ressaca, e foi perguntar ao Zé Bonifácio o que havia ocorrido no dia anterior...
.
.

sábado, 8 de setembro de 2007

Mystery

By Jelena Balic

.
.
Então,
Nunca mais verei o mar,
Para não lembrar.
Nunca mais para nunca mais.
O Oceano e teus olhos verdes...
Oceanos verdes em que me afoguei,
Cujas lágrimas enxuguei,
Que perdi no horizonte,
Que roubaram minha alma.
Nunca mais amar.
.
.

Eita mão boba !!!!

By Brushsha

Confissões de internautas


quinta-feira, 6 de setembro de 2007

Será que vai?



Novas regras para o esporte.
.
.
.

Para os indecisos.

Vamos rir

.
.
“Um homem sério tem poucas idéias. Um homem de idéias nunca é sério.”
Paul Valéry, poeta francês

Taí, gostei da frase!

Essa saiu do Dlog Café Brasil.


Rindo com seriedade.
.
.

segunda-feira, 3 de setembro de 2007

domingo, 2 de setembro de 2007

Trabalho não mata ninguém

.
.
Mentira ! ! !
.
.
Para que servem os carrascos?
.
.

Store Wars

.

A versão definitiva de Guerra nas Estrelas.

.

Drivers

sábado, 1 de setembro de 2007

Carros, outra paixão.

.

.

Isso que são carros maus!

.

.

Cervejas

.

Eu não sou um apreciador de cervejas, mas os comerciais são de se tirar o chapéu.

.