quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Nós não estamos sós

.
.
Existe pouca diferença entre o DNA humano e o dos chimpanzés.
A prova:

Chimpanzés reconhecem membros do grupo pelo traseiro

Quer saber mais? Clique aqui
.
.


Quem fala o que quer

.
.
O projeto era da Bahia Sul, virada de década 80/90.

Em uma sala na empresa que eu trabalhava (que como a maioria das empresas de engenharia daquela época, quebrou), sala com umas 12 pessoas entre cliente e nosso pessoal.

E um sujeito/cliente, garoto novo, de uma forma muito arrogante vira para mim e pergunta o motivo de se estar usando determinados materiais para algumas linhas de tubulação.

A resposta foi "está na lista de especificações".

Ele queria aparecer, e atacou: "e quem foi que aprovou essas especificações?".

A resposta foi com ar de tédio, olhar frio de desenho animado (ou desanimado) e com vontade de mandá-lo a m... : "você deveria saber, as especificações foram fornecidas por vocês".

Coitado, não sabia onde enfiar a cara depois daquilo, enfiou o rabo no meio das pernas e amansou.
.
.

Negamos

Negamos

Por que em nome do Amor,
Sufocamos o Amor?
E para evitarmos a dor,
Aceitamos a dor?

Fechamos os olhos para a ternura
Esquecemos toda a doçura
Negamos a procura
Vestimos uma armadura.

Negamos a paixão
Esfriamos o tesão
Afogamos cada boa sensação
Trancamos o coração.

E como loucos, insanos
Do Amor nos afastamos
E a ele negamos
O que sempre buscamos.

Tomamos o Amor como réu
O julgamos de forma cruel
E assim, vagamos ao leu.
Mas queremos o Céu.

E falamos de Amor
Com tanto ardor
Sentimento e calor
Mas semeamos tão somente a dor.

J Carlos Favoretto
14 Agosto 2006

Da serie: Sentimentos

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

O cobertor

.
.
Havia terminado de ler "O cemitério" de Stephen King.

A história de O Cemitério, baseava-se na volta de pessoas e animais que retornavam após serem enterrados em um cemitério indígena; retornavam, mas nem sempre com o mesmo espírito.

King tem a mania de colocar crianças e adolescentes em suas histórias. Nesta, havia um garotinho de 2 anos de idade... Crianças em histórias de terror...

Vou estragar a história para quem ainda não a leu, o corpo do garoto retorna do cemitério com um espírito maligno, e após uma série de momentos trágicos, o pai que era médico, injeta uma solução que o mata, mas o verdadeiro espírito do garoto retorna instantes antes do corpo morrer e chama pelo pai. Terrível. Aquilo me incomodou, mais por ter minha filha muito pequena.



Era época de Inverno, e escuro pelas manhãs. Estava no fundo da casa e ouvi barulho vindo da frente, pensei no carro, minha garagem era aberta. Apaguei as luzes e fui dar uma olhada no que era.

Ao entrar na sala, minha filha estava lá: "pai, você viu meu cobertorzinho?".

Eu esperava tudo menos isso, demorei uma eternidade para descer da estante.

Exageros a parte, o susto foi grande, e eu precisei me encostar na estante. Só consegui responder: "não, não vi. Vamos, te levo para a cama".




Por que crianças cismam com essas coisas? Cobertores, fraldas, chupetas?

Eu poderia ter acabado nas páginas do extinto Notícias Populares: "Pai morre por causa de cobertor da filha".

Eu poderia escrever um livro: "O cobertorzinho assassino (e encardido)" ou "Minha escalada literária (na estante)" ou "Coração na boca" ou ainda "Entre para o mundo selvagem, tenha filhos". Esta última é piada antiga.




Tenho uma amiga que só largou a chupeta depois de começar a namorar...

.
.

Longo é o caminho

Jornada


Ao fim desta jornada,
De uma longa caminhada,
Quero receber os teus abraços,
Repousar nos teus braços.

Ouvir a tua voz em sussurro
No aconchego de um quarto escuro.
No teu colo recostar,
E deixar você me ninar.

Esquecer do próprio tempo.
Das noites frias de vento.
Das atribulações deste caminho,
Que enfrentei sempre sozinho.

Mas não sei quanto tempo mais.
Meu receio é que jamais
Tenha paz e sossego,
Ou seus braços para aconchego.

Esta fase de minha vida
Não está clara nem definida
Não tenho o final sob a minha visão
O tempo, o tempo é o vilão.


J Carlos Favoretto
24 Setembro 2004

Da serie: Azul

sábado, 13 de setembro de 2008

Pois é!

.
.
Aproveite o dia de hoje para fazer um balanço da sua vida: repense os seus erros e relembre os seus acertos, perdoe-se pelos fracassos e orgulhe-se de suas vitórias. E entenda que erros, acertos, fracassos e vitórias são a sua história, a história da sua vida. E, por isso, devem ser valorizados por igual. Sem eles você não seria quem é hoje.

Desejamos a você muita paz, saúde, alegria e, claro, muito amor.

Feliz Aniversário!
.
.

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

O dia H

.
.
Ontem foi ligado o LHC, saiba o que é isso em Procurando respostas.

Em Outubro, dia 10 será tentado o primeiro choque entre partículas.

O projeto é ambicioso, impressiona... Mas...

PQP. Tinha que ser no dia 10?
.
.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Vasto mundo




Такой загадочный Непал (Антон Янковой)


Imagens de Takoii Zagadochnyii

Mais imagens do autor aqui

Eletricidade não é coisa para se brincar

Brincadeira

sábado, 6 de setembro de 2008

C'est la vie

.
.
Vou sair pelo mundo
Ver se me acho
Talvez na próxima esquina
Ou na montanha que vi em sonho
Talvez em Ushuaia
Aqui
Primeiro me calei
Depois emudeci
Não há ouvidos para mim
E não reconheço minha voz
Soa distante e estranha
A imagem do espelho não me reconhece
E eu não a entendo
Minha planta de estimação
Antes tão verde
Sucumbiu em seu vaso
Acho que debandou
Não recebia atenção
Não tenho mais ligações
O ciclo está se fechando
.
.