segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Os pequenos holocaustos de cada dia.

.
.
Sábado por volta de 12:00 h na Barão de Duprat, prima irmã da Vinte e Cinco de Março.
Um calor de rachar mamonas. A calçada tomada por camelôs, gente era o que não faltava.
.
No meio de toda aquela confusão, uma fulana com um carrinho de bebê tentava abrir caminho pela calçada atulhada. Manobrava o carrinho como se ele fosse um tanque Panzer e ela um general alemão da Segunda Guerra gritando impropérios para as linhas inimigas. Acertou os pés de um sujeito que estava de costas para a parede. Recuou e como ele não abriu espaço, ela indignada, se viu no direito de xingá-lo e acertá-lo novamente nos pés com o carrinho Panzer. Mãe nazista é isso aí...
.
Detalhe 1: o rapaz era cego.
Detalhe 2: eu não lembro se havia alguma criança no Panzer.
.
.

Um comentário:

Anônimo disse...

Complementando....(estavamos juntos nessa também)...foi simplesmente horrível porque aquela pessoa voltava o carrinho e forçava pra frente para pegar impulso ou mexer a roda e desenroscar !!! Ficamos pasmos! Aquela mulher estava CEGA de ódio enquanto o rapaz cego tentava com o corpo se afundar mais contra a parede para abrir passagem...